Ramatis

RamatisRamatis é o nome atribuído por diversos médiuns ao espírito autor/inspirador de dezenas de obras escritas, que compõem o conjunto literário que representa a principal fonte bibliográfica e ideológica do espiritualismo universalista.

Este nome também representa o mentor espiritual de diversas casas e grupos de estudos e as diretrizes a serem seguidas por todos que estão buscando o caminho da luz.

Para seus discípulos e admiradores, Ramatis coordena a “Fraternidade da Cruz e do Triângulo”, equipe extrafísica de espíritos oriundos do cristianismo e das tradições religiosas do Oriente, comprometidas em difundir síntese do conhecimento contido nas doutrinas religiosas e espiritualistas ocidentais e orientais, a fim de promover a integração da humanidade em torno de valores éticos e cosmo-éticos em comum e a expansão dos horizontes conscienciais planetários.

O convite ao autoconhecimento, assim como a conscientização do ser humano em relação ao seu habitat são conceitos sistêmicos igualmente abordados por Ramatís, além dos temas pré-encarnação e os cidadãos do terceiro milênio.

Nos últimos anos, Ramatis e sua equipe também se dedicaram a esclarecimentos sobre o tema da umbanda e Apometria, por meio de diversas obras psicografadas. Assim como, intuindo os médiuns nos trabalhos que envolvem campos de magias, obsessões complexas e curas espirituais.

O repertório de estudos que contam com a orientação do espírito de Ramatís se caracteriza pelo ecletismo, ao versar acerca de temas variados, tais quais fanatismo, ecumenismo, universalismo, espiritismo, teosofia, hinduísmo, cosmo-ética, transição planetária, conscienciologia, projeciologia, apometria, umbanda, ufologia, vegetarianismo, esperanto, câncer, tabagismo, alcoolismo, bioenergias, magia negra, chacras, mediunidade, projeção da consciência (viagem astral), autoconhecimento, leis do carma, projeto reencarnatório, suicídio, sexo, procriação, futuro do Brasil e da Terra, Jesus e profecias bíblicas.

Em função da proposta universalista de Ramatís, os médiuns que psicografam suas obras e que trabalham com sua equipe possuem perfis diferenciados, mesclando influências do esoterismo, do hinduísmo, da umbanda, da doutrina espírita, da conscienciologia, da projeciologia e do espiritualismo laico e temporal. Os distintos perfis de seus médiuns e a mediunidade inspirativa (não-mecânica) de muitos deles fazem com que possuam, muitas vezes, opiniões diferentes sobre mesmas temáticas, controvérsias conscienciais e formas de tratamentos.

Para que se tenha visão abrangente do pensamento de Ramatis é necessário comparar o conteúdo das obras escritas por seus médiuns e extrair pontos de convergência. As semelhanças residem no discurso do espiritualismo universalista, na abordagem de questões pouco discutidas na literatura espiritualista (ou na expressão de enfoques e pontos de vista pioneiros) e na invocação de princípios éticos universais. As diferenças radicam na simpatia ou antipatia por profecias apocalípticas, nos distintos estilos literários (mais coloquiais ou mais formais), áreas temáticas de especialização e no grau de proximidade do espiritualismo laico ostentado por cada médium.

Nos trabalhos espirituais, Ramatis também aprofunda e inova com inúmeras abordagens e técnicas nos tratamentos de obsessões complexas, apometria e curas espirutais, servindo como verdadeiro manual que promoverá grandes resultados se aplicado com o Amor Cristico.

Obras de Ramatis

 

Comentários estão fechados